Refugio_das_Curucacas_logo_v2_curucacas_texto_bco.png

FURNAS GÊMEAS

  As Furnas Gêmeas são assim chamadas pela sua proximidade, separadas somente por uma espécie de ponte de pedra. O grupo mineral encontrado nas Furnas do Passo do Pupo é o Arenito Furnas. A Furna 1 (mais ao fundo, na imagem abaixo) possui 32m de profundidade e a Furna 2 possui cerca de 45m.

   São locais interessantes para contemplação da paisagem e seu belo pôr do sol, observação da biodioversidade (fauna e flora locais), geodiversidade e atividades ao ar livre (caminhadas por trilhas interpretativas, esportes e turismo de aventura).

 

Captura de tela de 2019-05-03 13-35-52.redimensionado.png

Créditos da foto: Cauê Quadros (Alv's Garage)

  A visitação nas Furnas do Passo do Pupo inicia no receptivo (Refúgio das Curucacas Ecoturismo, no Passo do Pupo), onde fazemos um briefing com as informações preliminares para a visitação, fornecemos o material de interpretação e EPI e é preenchido um Termo de Conhecimento de Riscos.

 

   O acesso pode ser feito com veículo ou por trilhas ecológicas.

 

   A taxa de visitação é de R$ 15,00 por visitante. Crianças de 7 a 11 anos pagam meia.

   Na visitação autoguiada é permitido o acesso na parte superior das Furnas. A visitação do interior das Furnas pode ser feita com um de nossos guias / condutores, preparados para apresentar a você essas belezas, com toda a segurança e respeito ao ecossistema.

 

2018.04.08 100.jpeg

Créditos da foto: Alessandro Chagas (Projeto Arqueotrekking)

   A geodiversidade do local é rica; nas Furnas Gêmeas podem ser encontradas feições relacionadas à formação do arenito (por exemplo, estratificações cruzadas), ao intemperismo (caneluras), e até mesmo feições relacionadas a fósseis de pequenos animais  (icnofósseis), que nos levam a refletir, voltando no tempo há cerca de 450 milhões de anos atrás.

 

   As Furnas Gêmeas apresentam exuberante biodiversidade em seu interior e entorno imediato, abrigam diversas espécies de fauna (local propício para observação de aves) e de flora, havendo espécies ameaçadas de extinção, como o cactus-bolinha (parodia carambeiensis) e o lírio (Hippeastrum psittacinum). Abaixo são mostrados 2 materiais de interpretação que fornecemos para a experiência e três imagens de espécies de vegetação de campo rupestre.

Créditos: UEPG / ICMBio (mini guia de vegetação). Guilherme Forbeck (fotos)

   Depois da visitação, recomendamos visitar o histórico Povoado Passo do Pupo.O Povoado conta com a Igreja Bom Jesus, que tem missa aos domingos, parquinho para as crianças e algumas festas tradicionais, como a Festa do Nosso Senhor Bom Jesus. O Povoado tem serviços, como a borracharia do Sandro, a serralheria do Paraílio, o Erasmo Construtor, o Bar Bom Jesus e a Mercearia da Nara (com boa diversidade de itens e excelente atendimento).

 

   Para quem segue para a Cachoeira da Mariquinha, recomendamos a Lanchonete Dolina's Lanches, que, além do excelente atendimento, serve aquele lanche no capricho e chopp bem gelado.